quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

A transformação


Começamos desde cedo, fazer questionamentos e tentar insessantemente entender os conflitos e mudanças da vida.
Crescemos, perdemos tempo vivendo um futuro que nem sabemos se vai chegar.
Desde cedo, fui muito madura, preocupada e muitas vezes tensa demais, a vida me fez assim.
Mas, ao mesmo tempo, sinto uma força superior imensa e constantemente ao meu lado, força que me segura, lugar onde me escondo e abrigo, meu pai, meu irmão, meu amigo e conselheiro, Deus.
Durante anos te pedi a coisa certa, a forma certa e principalmente o que faria bem ao meu coração.
Durantes anos e anos de minha vida, questionava a sua forma de agir, as deficiências do meu corpo ao tentar gerar um filho e descobri mensalmente que era frustante, a dureza do dia , a labuta .
Mas, você me guiou e com sabedoria foi me dando os desejos do meu coração, nem tudo queria, ou melhor tudo, porém da forma e do teu ver.
Hoje, eu tenho convicção que você sabia cada passo e me colocou na construção disso.
Pai, meu amigo, eu só tive você.
Pai , meu amigo, durante noites eu te perguntei, dialoguei e muitas vezes te feri.
Pai, meu amigo, hoje te agradeço , você me deu, o que sempre sonhei , caminhos dioferentes, mas, o que casa, cola, faz bem ao meu coração, alma.
Deus, pai , amigo, família construindo agora, obrigada pelo marido lindo, menino, as vezes apressado demais, mas sem essa pressa, não estariamos aqui, rsrsrsrs.
Mas, ele é lindo, amigo, e agora eu não caminho só. Estou literlamente cheia, meu filho, chegando, seremos três.
Ou melhor, 6 , pois te peço, diariamente, visite minha casa, você, seu filho, seu espirito santo. Amém.
Gardênia Cavalcanti, madrugada de janeiro. Entendendo os caminhos e as transformações.