terça-feira, 15 de março de 2011

Ele em nós


E não importa o que muita gente acha, muitos criticam a minha maneira de acreditar em ti. Muitos me acham sonhadora e cheia de poesia.
Não me importa realmente, pois eu sei que és Deus.
Quando vejo essas imagens, as tragédias e as explicações terrenas e científicas( concordo, pois estudei e cresci em um mundo que para as coisas físicas existe uma lógica)Porém, eu me recordo da primeira lição que ouvi quanto a tua palavra: Eu vim para que tenham vida , eu vim para que tenham amor, eu vim para curar as feridas.
Sabe Senhor, eu sempre me relacionei com a minha forma de crer em ti, buscando muitas vezes perguntas: Porque ? Nem me recordo se esse é o porquê certo, dentro da sua empregabilidade quanto a nossa língua portuguesa. Mas, é por quê?
Pergunto: o que seria de nós homens se não fôssemos tão egoístas?
Se tivéssemos cuidado da natureza que foi presenteada com tanta sabedoria e tanta prosperidade por ti.
Pergunto também, e se nós meros seres humanos, visse a morte de uma forma diferente, uma forma de renascimento e não de dor e despedida?
Viemos pra ti, e somos a tua imagem e semelhança. E tudo que vem do céu, de ti, é belo, sem dor, sem enganações.
Por isso, desde menina, aprendi a diferenciar aquilo que é teu, daquilo que vem dos homens.
O teu amor não se barganha, não se compra, é gratuito.
O teu amor e tuas bênçãos, não se fazem necessário pagar.
Deus, que o Senhor tenha piedade da forma que estamos, mas acima de tudo que o Senhor tenha piedade de quem sofre nesse momento.
Outro dia vi uma criança dizer: Quando eu crescer, eu quero ser matador igual meu pai.
Fruto do meio, é bem verdade.
Mas dias depois, cheia de amor e carinho, e cuidada pela instituição, ela disse: Quero ser músico.
O teu amor, o amor que ensinastes, ele faz milagres.
Que nós, possamos aprender ao menos uma migalha desse amor.
Que essa migalha se transforme em um pão de contentamento.
Que a nossa vida seja mais tua, para que sua luz brilhe em nós.
Hoje, pela madrugada, pensei muito em tua mão sobre mim.
Hoje eu acordei com saudades da tua companhia.
Porque sós aqueles que te deixam entrar verdadeiramente em seu coração sabem:
Desde esse dia, não podemos viver sem ti.
Sem esse amor que renova, mesmo com as tragédias e vida cotidiana fadigada.
Esse amor mostra que para as coisas de Deus, existe um olho espiritual que enxerga onde ninguém consegue ver.
Que esses olhos são abertos para uma oportunidade de comunhão diferenciada.
Quando temos um amigo, quando falamos dirimente com esse amigo, os laços se estreitam. Assim que quero ser, amiga tua, caminhar.
Não creio no Deus que mata, castiga, cobra com ferro e fogo.
Eu creio no pai de amor, que me coloca no colo, enxuga minhas lágrimas, me acalma.
Esse é o Deus que apresento a você.
O Deus vindo de muitas experiências.
Eu vivi esse Deus. Ele me segurou me segura nos braços, sempre. Que ele possa carregar as dores do mundo, que Ele console esses corações.