quinta-feira, 31 de março de 2011

Monte castelo( Legião Urbana)








Ainda que eu falasse a língua dos homens


E falasse a língua dos anjos, sem amor eu nada seria.


É só o amor! É só o amor que conhece o que é verdade. O amor é bom, não quer o mal, não sente inveja ou se envaidece.


O amor é o fogo que arde sem se ver; É ferida que dói e não se sente; É um contentamento descontente; É dor que desatina sem doer.


Ainda que eu falasse a língua dos homens


E falasse a língua dos anjos sem amor eu nada seria.


É um não querer mais que bem querer; É solitário andar por entre a gente; É um não contentar-se de contente; É cuidar que se ganha em se perder.


É um estar-se preso por vontade; É servir a quem vence, o vencedor; É um ter com quem nos mata a lealdade. Tão contrário a si é o mesmo amor.


Estou acordado e todos dormem. Todos dormem. Todos dormem. Agora vejo em parte, Mas então veremos face a face.


É só o amor! É só o amor Que conhece o que é verdade.


Ainda que eu falasse A língua dos homens E falasse a língua dos anjos, Sem amor eu nada seria.

Voa, coração A minha força te conduz Que o sol de um novo amor em breve vai brilhar Vara a escuridão, vai onde a noite esconde a luz Clareia seu caminho e acende seu olhar Vai onde a aurora mora e acorda um lindo dia Colhe a mais bela flor que alguém já viu nascer E não esqueça de trazer força e magia, O sonho e a fantasia, e a alegria de viver Voa, coração Que ele não deve demorar E tanta coisa a mais quero lhe oferecer O brilho da paixão, pede a uma estrela pra emprestar E traga junto a fé num novo amanhecer Convida as luas cheia, minguante e crescente E de onde se planta a paz, Da paz quero a raiz E uma casinha lá onde mora o sol poente Pra finalmente a gente simplesmente ser feliz. ( Toquinho) Miguel; Nos meus desejos, você será um homem forte e lindo. Mas, acima de tudo. Será um homem que vai correr sem medo para encarar a vida. Talvez eu esteja te acompanhando em cada passo, talvez não. Digo isso, pois muito cedo aprendi o quanto tudo aqui, nesse planeta é muito efêmero. Mas, espero eu, que sim.Deus permita que estejamos juntos, que possamos até correr juntos. Talvez( tenho quase certeza) em algum momento de sua vida, você vai parar essa correria, deitar em meu colo e chorar. Nesse momento , eu vou tentar te explicar, que viver requer maestria. Que nem sempre sorrimos, mas , na maioria das vezes é bom poder respirar.Amar... Aqui, procuro esquecer das muitas coisas que nos fazem sofrer no dia a dia. Fome, guerra, terremotos, mortes, roubos, assim é o dia a dia do planeta que você nasceu. Mas, também temos coisas boas, e são essas que busco aqui expor. Amigos, família,poemas,canções, um lar. Você tem um lar meu filho. Não precisa ser a casa mais linda e chique do mundo, mas é a casa que seus pais te amam. Corra sempre confiante, os olhos meus e do papai estarão sempre observando, te deixando livre nas escolhas, porém conversando, compartilhando. você veio com a missão de ser feliz. Uma criança doce, alegre, inteligente e que nos ensina a cada dia sermos bem melhores. Hoje, corro mais lento para acomapanhar os teus passos. Hoje, escuto mais para entender o teu falar. Hoje, busco compreender um olhar pois muitas vezes você apenas aponta. Hoje, busco alimentar mais ainda meu espírito para poder te mostrar o que vem de Deus. Que é pleno. Então, quero te ensinar a correr cada vez mais , sem medo de nada, apenas com cuidado.E se cair algumas vezes, tente, se tentar subir mais de uma vez, não desista. Você vem e tem um sangue forte, que não desanima rápido. Sempre tente, quantas vezes for preciso. Mamãe . Rio de Janeiro , manhã de chuva. Olhando suas fotos.

Nós

Me lembro bem dessa página da vida. Eu , Gabriela ( bem pequenininha) Grasiele. Minhas irmãs e melhores amigas.Dias e brincadeiras, vida calma, cidade do interior. Saudade demais.

O tempo passa, e eu, amadureci rápido demais. Tive pressa demais. Hoje, em muitos dos meus dias e pensamentos em vocês, lamento não ter curtido mais. Vivido mais, brincado até mais tarde. As nossas casinhas de bonecas, os nossos desenhos, o nosso amor. Eu sei, que durante esses 20 anos longe de vocês o nosso amor é simplesmente intocável. Por outro lado, vejo que se fez necessário. Fiz o que me foi pedido pela mãe: Cuidar de vocês.Provi, fiz o que devia ser feito.

A vida caminha e oro para que possamos envelhecer assim, mesmo distantes, mas sabendo que estamos dentro, uma do coração da outra. A vida que insistiu em seguir e hoje, somos todas mães, esposas, netas. Ela: A vó que sempre esteve perto, quanto à mãe foi morar no céu. Assim, eu te dei a noticia Gaby, mainha foi morar no céu. E você não chorou toda empolgada com a família inteira presente. Apenas disse: ela encontrou com painho? É eu não respondi, mas eu acho que encontrou. E com o Emanuel? Mas uma vez eu calei, mas eu também acho que encontrou. Aquele foi o pior ano de minha vida, das nossas vidas. Perdemos nosso irmão, nossa mãe, fazia tão pouco tempo que havíamos perdido nosso pai. É a vida exigia muita força, garra e ao mesmo tempo, Deus nos presenteou com a nossa avó, sempre nos segurando e nos cuidando. . Três anos mais tarde eu me despedia de vocês.

Cidade e vida nova. Orgulho-me das pessoas que somos e de ter encontrado o caminho certo. Muitas vezes, dura demais. Mas sempre, com o coração cheio de amor, no momento e hora que vocês precisarem. Hoje, sonhei com vocês. Gargalhadas, leve, saudade. Que chegue logo um daqueles dias, como no Natal em que possamos nos confraternizar. Filhos, maridos, nós. Acho (nesses momentos) lá do céu, de alguma estrela, eles estão nos olhando, acho que nunca nos deixaram sós. Não tivemos a oportunidade de conviver( como tantas crianças) mas, não somos vítimas, somos guerreiras e mulheres fortes. Nem poderia ser diferente. Temos um exemplo vivo! Essa vó Lia, de olhos cor de mel. Muitas vezes engraçada com seus cabelos despenteados ao acordar e com um repertório sofrido. Mas, com um olhar tão terno e lindo, que me faz agradecer e pensar em ser melhor sempre melhor, para nunca desaponta-la. A gente fala que família não se escolhe, amigos sim. Mas, eu escolheria vocês mais uma vez, da forma que são bem diferentes, mas amadas. Vale dizer, que, penso eu, enquanto viva, para eternizar. Eu amo muito vocês. Sem diferenças, da mesma forma.