terça-feira, 8 de maio de 2012

Que a paixão saiba cuidar de nós




E toda a minha solidão interior foi embora quando eu ganhei você.

Os dias são mais ocupados, a cabeça não relaxa nunca completamente e se você não está por perto o coração fica bem pequenininho.

Você está crescendo, já fala, tem suas preferências e descobertas, faz birra, chora e me puxa! Às vezes acho que você pensa ter uma mãe de brinquedo, rsrsrs. Faz cavalinho, dá beijinhos e quando acha que está só chora e grita: MAMÂE!

Ontem ficamos até a madrugada vendo um filme seu, a sua falta de sono e meu cansaço, a sua energia e o meu amor, a minha responsabilidade e a sua dependência, tudo isso me faz te amar a cada dia mais.

A sua vovó foi embora muito cedo, eu menina fiquei carente desse amor que eu sinto por você, amor de mãe.

A vó supriu muitas necessidades e principalmente afetiva, mas aquele amor do sangue ligado ao cordão e durante a vida o cordão imaginário nada e ninguém pode preencher.

Mostro-te sempre a lua, as estrelas, as flores e os pássaros. Tento te fazer um homem quando crescer com sensibilidade e amor. Hoje como um menininho já me mostra o quanto és sensível, carinhoso e forte. Seja forte! Sua mãe e sua família de ambos os lados são assim.

Hoje eu compreendo todos os medos que minha mãe e avó sentiram. Todas as responsabilidades. E só quem não tem o amor de mãe por perto sabe que devemos valorizar.

É tão gostoso lembrar-se dos momentos e aconchego. Às vezes me pego pensando nos bolinhos de chuva que a minha fazia. Das histórias que me contava, do seu riso. Lembro-me da minha avó também me ninando e eu ainda tive privilégio de ter minha bisa até os meus 29 anos. Amava demais! A vida passa depressa e o que mais vale não é o que se têm mais quem você tem.

Eu sinto saudade da minha mãe, muita. Mas hoje, eu tenho alguém que eu amo mais que tudo na vida, eu sou capaz de dar minha vida. Assim eu entendi esse amor tão falado, esse amor visceral. Esse amor infinito.

Para o meu filho,a nossa canção:

O verão chegou trazendo a voz
Da paixão que escorre mel do sol
E incêndeia o nosso coração,
Menino
Brincando na areia.
Que o verão saiba cuidar de nós
Passageiros como a luz do sol
Que incêndeia o nosso coração,
Menino
Brincando na areia.
Madrepérola de cores vãs
No vitral insone das manhãs
Que eu vi passar enquanto o mar
Menino
Brincava na areia.
Que a paixão saiba cuidar de nós
Que você beba do mel do sol
E que a sombra que o verão trará
Possa descansar seu corpo
Menino
Brincando na areia.
O verão chegou trazendo a voz
Da paixão que escorre mel do sol
E incêndeia o nosso coração,
Menino
Brincando na areia.( Oswaldo Montenegro)

http://www.youtube.com/watch?v=MlWTO8dl2bc