segunda-feira, 13 de maio de 2013

Quando você nasceu , renasci!

Foi uma mistura de sensibilidade e poder!
Uma forma de compreender para que eu realmente fui  criada.E assim nasceu em mim uma mãe que foi gerada durante nove meses com a tua espera e quando vocês chegou morreu um pedaço enorme do meu egoísmo!
E sempre soube desde quando te sonhei pela primeira vez: Eu trocaria suas fraudas e você mudaria completamente minha vida!

Amo-te Miguel

Para minha mãe...

“Entre as portas do visível e do invisível ,uma tênue barreira nos separa da eternidade.


Além da materialidade passageira das coisas , fica o reino das coisas verdadeiras que a gente carrega feito um tesouro no coração.Laços inquebráveis de um amor insuperável, ternuras profundas de uma amizade real. Mãos se selam como guardiãs da nossa caminhada iluminando o nosso coração, como força de proteção.

Aí a gente vê que o tempo não vale nada, o tempo é pó na estrada da evolução…”

Quando você foi embora eu era uma menina aos dezesseis anos.

O chão faltou e tudo ficou sem explicação naquele momento, meses seguintes e anos. Até hoje minha mãe, vez por outra eu me pergunto : como seria se você estivesse aqui? Sua luz, seu sorriso, sua voz, seu abraço e sua calma!

Agora mais madura, porém ainda moça, pois foi embora cedo demais!

Me pergunto quais seriam suas canções do momento e nossas conversas, risos que se perderam em uma vontade que não aconteceu.

O tempo corre depressa, menos para quem ama. E estou seguindo com uma saudade que não passa, pois o teu amor não passou ,ele me fez, gerou e tudo que é feito pelo “divino” é eterno.

Eu não te esqueço, em muitas histórias que conto ao meu filho, a vovó que foi embora tão menina está presente. Obrigada pelas lições: coragem, amor , simplicidade…

Eu acredito na eternidade! Por isso que caminho, sigo, tenho fé, sentimento que você me ensinou com uma maestria incomparável!

E com sua fé vou em frente, acreditando que estais em um lugar perfeito e que um dia, nem posso imaginar quando, mas tenho certeza minha flôr mais linda, ainda vou poder te abraçar novamente.Saudade... tantas novidades... tantas coisas para dividir... te amo...